sábado, 7 de abril de 2012

Bruma sobre o Paraíba do Sul


A bruma da manhã encobre o rio,
Em uma indescritível harmonia!
É cedo e todo o vale está com frio,
Ao suave ressurgir de mais um dia...

Olhá-la nos faz bem... É fascinante...
E dá-nos a vontade de tocá-la.
Parece evaporar-se... É flutuante...
Quem nunca a viu, não pode imaginá-la!

Raios de sol começam levemente
A desfazê-la, bem devagarinho,
E ela se vai, aos poucos, indo embora...

Vai... E amanhã cedinho, novamente,
Ela virá também, bem de mansinho,
E será linda... Linda como agora!...